Exercícios poéticos, apaixonados e patéticos: pequenos mergulhos e vôos, para compartilhar...

30 de mai de 2006

Insensatez...


...Sonho meu, sem limites!... Certeza na incerteza, força na fraqueza, luz nas sombras e a união possível entre água e fogo, amor e paixão, rumo aos limiares!... Concretização de etéreos e voláteis desejos, vontade de ir além do delírio, de descobrir o possível a partir de meus desenhos no ar... Danças aladas, delicadezas e vôos constantes, vertigens no despertar de energias vitais, ao reinventar nossas verdades mais densas...Doce insensatez que me faz te amar sem medo e levantar âncoras para chegar mais perto de tua alma lírica!...

16 de mai de 2006

Desejos















De novo, semi-indomesticável... Impulsos apaixonados me vêm, voando dentro e fora de mim, borboletas afoitas, alegres e atrevidas, coloridas borbo-leoas, me fazem sonhar mais do que o usual... Vem e vão meus desejos intensos-velozes, em generosas, transbordantes doses... Pincéis e tintas procuram e desenham caminhos secretos em cores inventadas ao sabor deste bem-querer moreno, enquanto a alma canta árias de sereia, os pensamentos brincalhões me conduzem às nuvens e estrelas, fazendo o dia parecer um fruto maduro e perfumoso, a gotejar seu sumo, no transvazar de sentidos e vontades...