Exercícios poéticos, apaixonados e patéticos: pequenos mergulhos e vôos, para compartilhar...

29 de jul de 2007

Indícios lilases


Nas íris
nas asas
nos olhos
nas águas
nas cores
da alma
indícios
de pontes
e abismos
no íntimo
de cada
um...
Entre paixões
pulsações
e paraísos
as cintilâncias
de entrelaçadas
constelações...
...


*Imagem: "Olhar Lilás Polialado".
Pintura de Ana Luisa Kaminski. (em processo).

20 de jul de 2007

Íris-poético-poliédricas


ORGASMOS DE ÍRIS

Teus olhos enlaçavam os meus
em orgasmos de íris.
Inflorescência de estrelas.

Sempre acordo antes do sol.
Agora, que comecei a te amar,
amanheço antes que o dia.


Espanto as Bacantes gélidas,
que seguem o perfume da tua pele-
lírio do recomeço.


Pedras destilam a bílis
e a mágoa vai vazar em áridas notas
de um blues sem juízo.

As sapatilhas – talismã – azuis
seguem- te em paralela senda.
A dez centímetros e um véu.

O mar recua ante teu passo,
estátuas vertem suor ao teu lado,
dentro o sol, não te permite sombra...

... E teus olhos enlaçavam
meus olhos
em orgasmos de íris...


(BÁRBARA LIA)


*Imagem: "Olhar Verde Poliédrico".
Pintura de Ana Luisa Kaminski
Texto: "Orgasmos de Íris".
Poema de Bárbara Lia.

7 de jul de 2007

Vibração azulada


Algo na alma
pulsa.
vibra...
vaza...
pinga...
pira...
pinta...
Algo na alma voa...


*Imagem:
"Orchis III". Pintura de Ana Luisa Kaminski

1 de jul de 2007

Sótão Azul



A Dama do Sótão
em horas inspiradas:

abre a gaiola
e liberta o azul
por um instante

Voa o pássaro

A cor se aquece

, o vinho enrubesce a tarde
como um ocaso de outono
nas ravinas de um bosque
da Nova Inglaterra

Um violino e suas curvas
se auto-afina
pra incandescer a noite

Nem os ratos
cochicham.

(Assis de Mello)


A Dama do Sótão Azul
sonha e brinca com
cinzas de estrelas
poeiras de estrelas
restos de estrelas
cores de estrelas
vozes de estrelas...


(Ana Luisa Kaminski)

*Imagem: convite para a exposição
"A Dama do Sótão Azul"