Exercícios poéticos, apaixonados e patéticos: pequenos mergulhos e vôos, para compartilhar...

7 de dez de 2007

CELEBRAÇÃO AZUL



Hoje, um brinde à Vida, ao Amor, à Arte de viver com delicadeza, através de um encontro poético feliz. Agradeço a presença destes amigos de alma translúcida, que autorizaram a postagem de seus poemas: Célia Musilli, Leila Lopes e Fabrício Brandão. Desejo que os visitantes deste jardim azul compartilhem o prazer deste celebrar, levando e deixando suas sementes, transportando energias, pétalas e pólens de ternura pelo mundo.


PRAZER

ainda que
o que me instigue o corpo
seja breve
seja novo
será sempre
a lição sem fim
de redescobrir paraísos
perdidos
dentro de mim


MAPA MUNDI

seus dedos percorrem os vãos
de sua gueixa francesa
rota de seda azul
o sexo rasgando um blues
em nossa tarde chinesa

(Poemas de Célia Musilli, contidos em seu livro Sensível Desafio)

...

PÉTALAS DO CAMINHO

Porque sério, quando me enrolo nos teus braços-noite, penso, falta-me alguma razão,
ficou pendente no primeiro ponto, aquele donde começamos a vida, alimento de viagens não ainda decifradas.
Durmo melhor no teu colo, posso até escolher os sonhos-pesadelos que me despertam ou o olhar de vida que me dedicas ao amanhecer.
Não sei se era vidro. Não era.
É amor em cada pedaço da noite e no claro do dia.
Em cada pedaço do caminho-ponte.
Ainda esqueço de mergulhar na água corrente do rio que passamos.
Preciso apenas amanhecer em teus contornos sonhadores leves de mistérios
e basta.

(Texto de Leila Lopes, publicado em seu blog Palavra e Destino)

...

OFERENDA


Os gestos bebem presságios
e não há vagas
para uma prole confusa de desejos.
Passar incólume pela pureza
é ofício de ruminantes horas,
um desvio a seguir.
O movimento do lugar infinito
sabe de si,
flutua na camada invisível de sonhos,
jamais recupera o sabor de ontem.
O vento que se encarrega de mexer marés
sussurra virtudes para quem se permite livre.


(Poema de Fabrício Brandão, dedicado a Valéria Freitas, e publicado no blog Diversos Afins)
...


*IMAGEM: "Ninfa no Paraíso Azul".
Pintura de Ana Luisa Kaminski
Outros textos de Célia Musilli, Leila Lopes e Fabrício Brandão podem ser encontrados nos sites Sensível Desafio, Palavra e Destino , e Diversos Afins, na lista de links ao lado.