Exercícios poéticos, apaixonados e patéticos: pequenos mergulhos e vôos, para compartilhar...

17 de jun de 2006

Sonhos...


Entre âncoras e asas, experimento tua agridoçura e redescubro o tanto de sonho que existe naquilo que creio ser concreto, o tanto de delírio naquilo que acredito ser real... Vejo-me a sonhar, e despertar, entre lágrimas, mas sei que, qualquer dia, qualquer noite, despertarei novamente entre flores e sorrisos, e redescobrirei que às vezes os sonhos se realizam...

Um comentário:

Kaka disse...

Querida,
Aproveitei o intervalo para saber o que andas escrevendo.
Confesso,fico admirada com tua escrita, um tanto "surreal".
Beijos
Kaka