Exercícios poéticos, apaixonados e patéticos: pequenos mergulhos e vôos, para compartilhar...

27 de ago de 2008

Agosto Azul




Um poema de Bárbara Lia, neste final de agosto:

MEIA ELIPSE ENCANTADA

Assai = amanhecer.
Aurora de algodão.
Ecos do tiro de Vargas.
Agosto hostil.
.
Percorro a linha elíptica
Aurora – Poente.
Sonhos & Sons.
Êxtase.
Cimitarras na carne.
Dança em etnas-lençóis.
Olhos plenos de orvalhos.
Agonia.
Paz.
.
Não temo o poente.
É quando a luz se espalha.
A terra se agasalha.
Aceno lenços-poemas
Na despedida.
Um sorriso-açucena.
Visto o luar.
Entro na noite branca
Meio ao aplauso das estrelas.


BÁRBARA LIA
(O sal das rosas
Lumme editor - 2007)
*Outros poemas da autora no blog CHÁ PARA AS BORBOLETAS.
(ver links ao lado)

IMAGEM: "Olhar Alado Azul". Pintura de Ana Luisa Kaminski

12 comentários:

Sr do Vale disse...

Parabéns as duas: Ana e Lia.

Não precisa de mais nada, poema e pintura, a música pode ser até imaginada.

abraços.

Bárbara Lia disse...

De azul para azul -
grazzie!

bj

Anônimo disse...

Ana,
Valiosa e linda a imagem, unindo preciosidades como a nossa pura e renovadora fonte de energia e as afinadoras ondas vibratórias que são como um bálsamo da paz.A água e a música.
Linda a representação da clave de Sol, que me faz pensar o quão doce é este vale de meditação, sendo que a clave de sol é para os sons mais suaves, sons agudos, é como a doçura da representação feminina, a afabilidade da Mãe.
Resplandecendo a Fada provinda de uma flor, renova suas energias exalando seu perfume purificador.
E continuamente, nas esferas sublimes, sendo velada pelo olho do Pai.

Suas obras ativam o Chakra Ajna, abrindo as portas para lindas visões de outras dimensões.
Que as forças do universo lhe tragam cada vez mais inspirações das esferas elevadas divinas.

Fique em Paz.
Outono.

VeraBasile disse...

Que linda a fusão texto e imagem!
"Não temo o poente.
É quando a luz se espalha.
A terra se agasalha.
Aceno lenços-poemas
Na despedida.".....lindo demais..vou conhecer mais dela no Chá para as borboletas...e é já!..rsrs.
Parabéns pela união de sonhos!
Beijos

livia soares disse...

Querida Ana,
o mês de agosto é um desafio para mim por razões que me escapam. Quem sabe eu possa ver agosto filtrado pelo seu olhar, agora... e atravessá-lo, um dia.
Um abraço.

Fabrício Brandão disse...

Que bom poder voltar aqui e perceber que os caminhos permanecem trilhados pelas asas azuis da sensibilidade. Salve, Bárbara Lia, com a sua poesia delicada e sublime! Salve, querida Ana,pela condução de nossos sentidos até estas paisagens!

Beijos!

Mari disse...

Olá!

Vim agradecer as carinhosas palavras em meu blog.
Deus é algo tão especial que faz com que pensemos neste grande mistério.
Achei lindo seu blog, tão colorido, azul.
Lindas as suas pinturas.
Vou vir te visitar mais vezes.
Eu também amo as borboletas e em especial : adoro libélulas.
Tenho um anel lindo de libélula. Sempre o uso.
Beijos carinhosos com paz.

Leila Andrade disse...

Penetrar na noite em estado de lua e encantamento é uma dádiva.
Poética sutil nos mesmos tons azuis do Ânkoras & Asas
Beijos às duas

Carly disse...

Ana...que dizer senão do orgulho de ter seu comentário em nosso blog??Sua obra exprimiu perfeitamente o sentimento que quis traduzir..Obrigada e recomendamos seu blog, muito bonito, por sinal!!

Mirian disse...

Bom dia!

Muito agradecida pelas belas palavras e pela visita...
É significativo viver assim, perfumando, encantando os olhos e o ser!
Sua arte é suave e calorosa!
Parabéns!

abraços,

Miriam

Le mie Osservazioni disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Le mie Osservazioni disse...

Obrigado por suas palavras em meu blog, eu adorei o seu!
Serei seu assinante!
Beijos.