Exercícios poéticos, apaixonados e patéticos: pequenos mergulhos e vôos, para compartilhar...

27 de jun de 2011

Viagem Vital...



No início,
eu queria um instante.
A flor.
Depois,
nem a eternidade me bastava.
E desejava a vertigem
do incêndio partilhado.
O fruto.

Agora,
quero apenas
o que havia antes de haver vida.
A semente.


Mia Couto
(Idades, Cidades, Divindades)



Te procuro
nas coisas boas
em nenhuma
encontro inteiro
em cada uma
te inauguro.

(ALICE RUIZ)





*IMAGEM: PINTURAS de ANA LUISA KAMINSKI

5 comentários:

Luciana Marinho disse...

o amor inaugura nós a nós mesmos e tudo além... beijos, analuz!!

:)

yuri assis disse...

a maré aqui tá vazando também?

beijos, analu. saudades

Mar Arável disse...

Tudo excelente

como sempre

Van disse...

Linda pintura!

Lindos textos!

Linda Analuka

Analuka disse...

Agradeço pela visita e pelos comentários gentis, queridos amigos e amigas. Beijinhos pintados e alados!