Exercícios poéticos, apaixonados e patéticos: pequenos mergulhos e vôos, para compartilhar...

1 de jun de 2017

Ainda que forem filigranas de luz (ou partículas de alegria, arte, esperança, poesia) é importante que perdurem e nos ajudem a vislumbrar a aparição volátil do possível nas frestas e interstícios do duro Real.

(Ana Luisa Kaminski, "Por um mundo que não sucumba à desesperança")



"Mãos em Mandala com Libélulas"
Pintura em acrílica aquarelada sobre tela
Arte de Ana Luisa Kaminski

2 comentários:

Indigo Horizonte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Indigo Horizonte disse...

Me encantan las libélulas. Y las manos en las que se posan. Hermosa unión aquí de ambos.