Exercícios poéticos, apaixonados e patéticos: pequenos mergulhos e vôos, para compartilhar...

31 de mar de 2006

Viagem da Vida





Re-inventamo-nos... Fiamos nossas linhas, tecemos nossas rendas, fazemos-desfazemos fios, desenhos, traços, laços...recortamos tempos e recordações... colamos, cruzamos e entrelaçamos caminhos... criamos e pintamos casulos e constelações... mergulhamos em zonas abissais pilotando naves inventadas e recolhemos conchas, tesouros e estrelas das profundidades multicoloridas... tocamos em tímidas anêmonas e arriscamos contemplar apavorantes e encantatórias medusas, mães-dágua translúcidas, transparentes e trêmulas... sonhamos com fadas sensuais e sedutoras sereias... encaramos monstros imaginários, saímos vencidos-vitoriosos e voltamos à tona (in)visivelmente transformados... seguimos nesta valorosa viagem sobrevoando oceanos violeta-esverdeados... espiamos o espaço azul-anil, vaporoso-volátil e vivo de mistérios vendo aves, anjos e luas cintilantes em híbridos bandos alados... brincamos com o vento e a invenção do infinito, ondulamos movimentos oníricos e astrais, alçamos vôos sinuosos ao paralém de nós... Sobre-vivemos!


3 comentários:

Verdade Inventada disse...

Oi, Ana, adorei esse teu texto que me disse tanto hoje, no meu contexto, depois de tocar em águas-vivas e sair queimada, vitoriosa-vencida, também sigo minha viagem, encontrando rumos. Sobre-vida.
Parabéns pela sua obra, visitei seus quadros e gostei muito dessas imagens oníricas de alma tão feminina!
Um beijo pra vc!
Adri

Décima Musa disse...

Este quadro está fantástico... todos são especiais mas este... em especial me tocou fundo!

shan-Tinha disse...

oiii
adorei conhecer um pouco de seu mundo, maravilhoso!
Parabéns!