Exercícios poéticos, apaixonados e patéticos: pequenos mergulhos e vôos, para compartilhar...

7 de jul de 2006

passagem

















No trânsito insólito-inexato
inevitável epifânico lylás
entre ânkoras & asas azuis
muitas vezes morri, verde-violeta
outras tantas renasci, rosa-alizarim...

Nestes partos de mim mesma-outra
senti dores esparsas e raros prazeres
entre risos brilhantes e tristezas roxas
nestas danças da existência, às vezes atrozes
mergulhei e reemergi em muitos mares de nós...

E se hoje narro meus parcos delírios
e esboço novas asas lírikas
resgatando encantatórias, lépidas palavras
é porque me refiz, enfim, mais louka
é porque muito já sonhei, e despertei, revivi!!!

Nenhum comentário: