Exercícios poéticos, apaixonados e patéticos: pequenos mergulhos e vôos, para compartilhar...

1 de jan de 2008

Oníricos Olhares Orquidais


Para começar este ano, com votos de que seja alado, inspirado e poético para todas as almas amantes da Vida, trago algumas palavras da Morte, na voz de Markus Zusak:

Tive vontade de dizer muitas coisas à roubadora de livros, sobre a beleza e a brutalidade. Mas que poderia dizer-lhe sobre essas coisas que ela já não soubesse? Tive vontade de lhe explicar que constantemente superestimo e subestimo a raça humana - que raras vezes simplesmente a estimo. Tive vontade de lhe perguntar como uma mesma coisa podia ser tão medonha e tão gloriosa, e ter palavras e histórias tão amaldiçoadas e tão brilhantes.

Nenhuma destas coisas, porém, saiu de minha boca.
Tudo que pude fazer foi virar-me para Liesel Meminger e lhe dizer a única verdade que realmente sei. Eu disse à menina que roubava livros e a digo a você agora.

UMA ÚLTIMA NOTA DE SUA NARRADORA:

Os seres humanos me assombram.

(Markus Zusak, in A Menina que Roubava Livros)
......................

Imagem: "ONÍRICOS OLHARES ORQUIDAIS" (ou "Confluências Rosadas"), pintura de Ana Luisa Kaminski, em processo.

19 comentários:

héber sales disse...

estimar apenas é mesmo coisa rara.
belíssimo excerto, ana.
um beijo e feliz ano novo pra vc.

célia musilli disse...

Lindo texto Ana. Te desejo um 2008 cheio de palavras e ações maravilhosas. Beijos querida amiga..

Sérgio Luyz Rocha disse...

...admito que também me assombro, mas pensando bem, fazendo as contas direitinho, muito mais me emociono com o ser humano...como com você...com a sua arte, a sua delicadeza em deter os momentos exatos em cada um dos seres que te aparecem...
Tenha um 2008 repleto de alegrias!!!!

adelaide amorim disse...

Minha querida Ana, espero que neste ano a seiva forte de tua arte produza muitas e muitas imagens e palavras, e que a gente aprenda sempre mais o valor das pessoas. Um lindo texto!
Beijos e muito sucesso.

Luciana Marinho disse...

Analuz,

Como é precioso começar o ano com
mais uma confirmação de que perdemos sempre algo do outro e de nós mesmos quando, cheios de si, nos reservamos para o lugar de quem julga e não simplesmente estima o outro. Beleza e brutalidade, o medonho e o glorioso, esses deslimites me lembram uma bela imagem de nós, humanos, como um "mosaico pontilhado de loucura".

beijos

Lady Vania de Tróia disse...

Ana Luisa,
Fostes muito feliz em escolher o texto do Zusak e acopla-lo à tua imagem...Realmente vc a cada dia me assombra com tanta beleza, tanta luz e cor.Aproveito e deixo registrado sempre meu carinho e admiração incondicional por ti,querida.
Celebrar-te é uma honra!!
2008 beijos alados e azuis.

Tinta Azul disse...

Nada como fazer bom uso com a maravilha que são as palavras.
Assim como as cores e os traços.
Abraço muito muito azul. Azul profundo. Um 2008 muito bom!

Leila Lopes disse...

Querida, estou tendo o prazer de acompanhar "a morte" no livro neste último mês. Poético e sensorial,sinestésico, sim.
Desejo que nossos assombramentos sejam dos melhores sempre.
beijos e beijos

Fabrício Brandão disse...

Bela seleção, querida! Aliás, este livro anda rondando aqui por perto. Devo lê-lo muito em breve, pois estou curioso para perceber tais linhas.

Beijos azuis!!

mi despertar disse...

bello blog me ha gustado mucho
te dejo besos

Lapa disse...

Realmente é um sonho.

Yuri Assis disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Yuri Assis disse...

analuz, essa manhã me lembrou você.
é que eu tava assistindo ao canal do sesc e tava passando um programa sobre arte.
mostrou o trabalho de uma artista chamada sandra cinto, que eu achei maravilhoso e sua cara.
ela tem uma certa presença de azul em si...

bjos querida
e feliz ano novo com confluências de todas as cores, já que uma só não basta a nossos olhos.

Manuela disse...

Hola Ana Luisa me ha gustado mucho visitar tu blog y descubrir esas bellisimas pinturas que creas, eres toda una artista.
Te deseo un feliz año nuevo lleno de creación

Joan Pinardell disse...

Insito amiga Ana, maravilloso trabajo el de tu pintura...
te abrazo

O Profeta disse...

Mágnifico texto...a tua elegãncia de pensamento não pára de me surpreender...


Doce beijo

Bruno disse...

Gosto dos seus comentários meio que puros, gostaria de ter uma mente tão iluminada.

Aplausos para essa multiartista, sou meio que um novo fã.

Tania disse...

Que boa reflexão no fragmento eleito. É certo, um imenso assombro... mas eu também preciso crer que o lado que assombra pela beleza e pela bondade será um dia muito mais forte, capaz mudar os caminhos e de transformar as realidades.

Ah... e a pintura que o acompanha... é linda, Ana Luisa, me impressiona o olhar que irradia as paisagens interiores, o sonho...

Um abraço e feliz ano novo

Cadinho RoCo disse...

Parodiando o autor, os seres humanos me desafiam sempre.
Cadinho RoCo