Exercícios poéticos, apaixonados e patéticos: pequenos mergulhos e vôos, para compartilhar...

7 de fev de 2008

Fulgurações Lilases


Olhares
esgarçados
perscrutando
labirintos
e abismos
escondidos
descobrindo
paraísos
e sentidos
fulgurantes
nos instantes
que cintilam
e tão rápido
se esvaem...

Imagem: "Olhar Orquidal Lilás" (ou "Confluências Lilases").
Pintura de Ana Luisa Kaminski

19 comentários:

Yuri Assis disse...

sua água é tão viva... me arrepia.

beijos!

Lunna Montez'zinny disse...

Que bom desfrutar do seu versar uma vez mais - estava sentindo falta. E o coletânea também...
Abraços matinais

adelaide amorim disse...

as cores aqui ganham um novo estatuto - e tudo se renova...
beijo grande

Anônimo disse...

Lindo demais seu trabalho!
Parabéns!!!!!
http://sex-appeal.zip.net
http://cara-nova.zip.net

lapa disse...

Belo quadro e o pema a condizer.

beijos do lapa.

Carol Barcellos disse...

Realmente, os instantes cintilam e se esvaem bem rápido. E os olhares têm de ser bem rápidos para conseguir captar esses instantes. O poema está lindo, e com uma musicalidade incrível! A pintura, meu Deus, como sempre belíssima, elegante, introspectiva, subconsciente e etérea. Reverências!!!

Beijos e pétalas de cristal!!! :o*

F. Reoli disse...

Gosto da maneira como desenha as palavras... beijo-te

Vássia Silveira disse...

Ana, este poema me fez pensar nas borboletas que vejo em tuas telas: "perscrutando labirintos
e abismos (...)descobrindo paraísos
(...)nos instantes que cintilam e tão rápido se esvaem...". Abs.

Tania disse...

O olhar se ilumina e basta um só instante, para tanto...

Lindo e delicado, em palavras e paisagens...

Um abraço!

Jacinta disse...

Oi Ana,
Gostoso de ler esse poema, assim, como se fossem palavras brotando na terra fértil de poesia.
Um beijo
Jacinta

Re disse...

Visitar o teu blog faz um incrível bem à minha alma.
Obrigada por dividir conosco o teu talento.
Estou lincando o "Âncoras e Asas" lá no Neurótika.
Abraço e bom fim de semana!

Re

haidji disse...

por que choras?
sao as lagrimas q encontram o caminho por onde escorrem atras de sorrisos?

Lau Siqueira disse...

Vim aqui beber do teu azul...
beijo de luz!

Lady Crisálida disse...

Fada de todas as Fulgurações!!!

Celebro-te!!!

Fernando Rozano disse...

criatividade nas imagens que se conjugam em uma escrita viva. belo poema. abraços.

Lau Siqueira disse...

Saudades, bela amiga. bjs alados. lau

Anônimo disse...

Ana Luiza:

Seus traços são evidentes singularidades.

Rostos metaforizados...motivações interiores de Ana, suscita,no leitor dos seus desenhos, um
prazeroso compartilhamento poético.

Peles simbólicas construídas por
Ana Luisa: saídas do seu pensado imaginário.
Maravilha!!!

Besos do Poetinha > Ronaldo Franco.

JIVM disse...

Tuas imagens são catedrais imensas onde as mariposas de meus versos galopam por cellos azuis. Tuas imagens desembestam em mim uma alegria que só o delírio pode dizer.
José Inácio Vieira de Melo

vera lucia disse...

quadros lindos , tem alguma coisa de van gogh.............http://veruskablogeercombr.blogspot.com/