Exercícios poéticos, apaixonados e patéticos: pequenos mergulhos e vôos, para compartilhar...

5 de set de 2013

Amar é sempre ir além...

Ser capaz de amar é ter olhos abertos para continuar vendo o melhor do outro, suas qualidades, sua beleza, sua luz e seu valor, mesmo após ter visto e conhecido suas sombras, suas fraquezas, sua escuridão. Ser capaz de amar é saber perdoar, é ter a grandeza de se colocar no lugar do outro e reconhecer, também, quantas vezes fomos acolhidos, confortados, compreendidos, perdoados e amados. Saber amar é exercitar o olhar amoroso sobre o outro, é não perder sua luz de vista, é permitir que as névoas dos medos e mágoas se dissipem... "é ultrapassarmo-nos", como escreveu O. Wilde. Amar é ter coragem, às vezes, de se ver espelhado no outro. Seja escolhendo ficar ou indo embora, de perto ou de longe, amar é sempre ir além, focalizando a luminosidade do ser e fazendo a travessia de nossa humanidade com um olhar claro, largo e generoso para com o melhor e o pior do outro e para consigo mesmo.

(Ana Luisa Kaminski)

2 comentários:

Índigo disse...

¡Bello lo que dices, bello porque amar es bello y tú describes la luz que amando sobrepasa las sombras! La flor hermosa, abierta.

Ana Luisa Kaminski disse...

Gracias pela visita e pelas palavras amáveis, Índigo!!! Abraços alados azuis e uma luminosa semana.