Exercícios poéticos, apaixonados e patéticos: pequenos mergulhos e vôos, para compartilhar...

18 de set de 2013

Arte, saber e liberdade

"A arte é um meio de libertação, de sabedoria, de contemplação e de conhecimento. A arte não é separada do viver. O fim da atividade artística não é a obra, mas a liberdade, e a liberdade não é o saber, mas o que dele emana"
(Marcel Duchamp)


14 de set de 2013

Celebrar...

“Quando reconhecemos a fonte comum da nossa humanidade, as origens comuns dos nossos sonhos e anseios, das nossas esperanças e dos nossos medos, tornamo-nos capazes de perceber que estamos todos juntos no grande milagre da existência. Quando conseguimos somar nossa enorme riqueza interior para criar um tesouro de amor e sabedoria que esteja ao alcance de todos, ficamos todos interligados no mecanismo único da criação eterna.

A vida lhe foi dada para que você crie, seja feliz e celebre. Quando você chora, quando está infeliz, fica sozinho. Quando está celebrando, a existência participa com você.

Somente na celebração encontramos o que é fundamental, o que é eterno. Somente na celebração ultrapassamos o círculo do nascimento e da morte”. (Osho)




*Fotografia: Ana Luisa Kaminski fotografada por Lara Lunna, em Sarlat-la-Canéda, França/Edição artística de Alberto Newton Delacoste Fernandez

5 de set de 2013

Amar é sempre ir além...

Ser capaz de amar é ter olhos abertos para continuar vendo o melhor do outro, suas qualidades, sua beleza, sua luz e seu valor, mesmo após ter visto e conhecido suas sombras, suas fraquezas, sua escuridão. Ser capaz de amar é saber perdoar, é ter a grandeza de se colocar no lugar do outro e reconhecer, também, quantas vezes fomos acolhidos, confortados, compreendidos, perdoados e amados. Saber amar é exercitar o olhar amoroso sobre o outro, é não perder sua luz de vista, é permitir que as névoas dos medos e mágoas se dissipem... "é ultrapassarmo-nos", como escreveu O. Wilde. Amar é ter coragem, às vezes, de se ver espelhado no outro. Seja escolhendo ficar ou indo embora, de perto ou de longe, amar é sempre ir além, focalizando a luminosidade do ser e fazendo a travessia de nossa humanidade com um olhar claro, largo e generoso para com o melhor e o pior do outro e para consigo mesmo.

(Ana Luisa Kaminski)