Exercícios poéticos, apaixonados e patéticos: pequenos mergulhos e vôos, para compartilhar...

3 de jun de 2008

Matizes do prazer


Nos céus e nos mares da alma
misturas de mundos, matizes
movimentos, marés, melodias
fulgurações, cintilâncias
medos e emoções, harmonias...
Nos intervalos, nas notas, nas teclas
nas asas, pausas, aberturas
nos sonhos e acordes, balanços
afinações e flores, fissuras
riscos e rastros, desejos
traços, prazeres, ternuras...
Nos gôzos azuis e lilases
nuances de alizarin, violetas
espaços e tempos, loucuras
nos vaivéns e viagens, nos ventos
na brevidade das borboletas...

(ANA LUISA KAMINSKI)

.......................

METAMORFOSES

Minha forma vaza pelas letras
com a rudeza dos contornos
apalpados por minúsculas patinhas
que formigam nos pensamentos.
Por entre os moldes recortados
vibram cordas ocultas que ainda
não foram afiadas pelo uso.
Em fendas as folhas dos dias
escrevem na pretensão do branco imagens
que sucumbem à caneta
e reticulam palavras num fog .
Tento alcançar as estrelas
mas a realidade é frágil textura
e a imaginação é uma herança
num baú comum aos humanos.

(MARIA, do blog "Retalhando-Maria")

..........................................

INSCRIÇÃO EM LUZ

Trazia no peito a mancha
de um vôo contra o céu trêmulo
e um dardo que lhe lançaram
enquanto velava seu pássaro
transformar-se em pouso.

(LUCIANA MARINHO, do blog "Máquina Lírica")

..................................

DESENHOS

Para não esquecer você,
que destino também se faz,
como mapa.

(VERA IANA, In "Mapeada")

................................

Imagem: "Borboleta Azul".
Pintura de Ana Luisa Kaminski

25 comentários:

Mari disse...

Olá!

Vim te conhecer!
Que lindo, você faz poesia e pinta...muito lindo.
Adoro borboletas, adoro poesia....tentei uma vez pintar, mas não tenho este dom mágico.
Gosto de poesias e até que ficam legais, vou começar a postar as minhas, beijos, mari.

Francine Esqueda disse...

Obrigada pela visita no meu cantinho!!
É um prazer receber você por lá... E que bom que recebi elogios!
Adorei mesmo seu blog, estou voltando e quanto a este post: é mágico entrar no mundo destas imagens... sem contar a maneira como escreve!
Parabéns sempre!
Beijos e volte qndo quiser!

Maria disse...

Tudo a ver com metamorfose mesmo..e também com os sonhos, nossas matérias do inconsciente...tudo por aqui é sempre lindo !!!
beijo grande

Tania disse...

Uma mágica mistura de palavras e imagens, enchendo o ar de cor e luz!

Sempre tão bom passar por aqui.

Abraços, Analuka!

Leila Lopes disse...

"de tudo fica um pouco"
Que não sejam breves as cores, os sentimentos todos nestas tantas viagens.
bj grande.

Analuka disse...

Leiluka querida: diria que algumas cores até se tornam eternas, e deixam suas marcas indeléveis na alma!

Maria disse...

Oi caríssima Ana !!!
Nossa...com certeza pode publicar sim, será grande prazer pra mim dentro das tuas matizes por aqui !!! grande beijo e obrigada

Luciana Marinho disse...

que pintura mais lindaaa!
e a brevidade das borboletas também.

beijos anaLuz!

Fabrício Brandão disse...

Querida amiga!

Apreciei muito a conjunção poética Ana/Maria/Luciana. Como é bom poder percorrer os trilhos sensíveis de nossa existência!!

Beijos e saudações a todas as poetisas!

Fabrício Brandão disse...

A Vera completa a conjunção das almas poéticas!

Beijos

Luciana Marinho disse...

foi uma alegria como quando a pétala descobre compor uma flor... fiquei feliz de fazer parte do florir de ana!

grata!

beijos!

Luciana Marinho disse...

e está cada vez mais lindo o azul daqui!

jalves disse...

Deslizado casco nos mares de sonho..
arriadas velas nas varadas praias....
mil cores se soltavam em asas.

Abraço deste lado do mar.

jalves

Célia de Lima disse...

Ana Luísa, de matizes encantadoras é esse mundo aqui, em formas e letras. Prazer em conhecer tão belos trabalhos. Um bom dia!:-)

Lu Anna disse...

Suas pinturas-poesias são um toque de alma, são olhos...uma conjunção de Artes, as notas musicais do piano e do violino, o sopro suave das palavras ao Vento... matizes perfeitas de Vida

beijos
Continue sua sensibilidade em asas

O Profeta disse...

A tua alma é uma fonte de inesgotável beleza...


Doce beijo

JuanBM disse...

HOla AnaLUKA

Me ha encantado esta selección de poemas y esa similitud entre las entrañas y la música.

Realmente hermoso!.

Un abrazo con gratitud

Tinta Azul disse...

Sempre muito azul por aqui.
Como eu gosto.
Abraço

Regina Ramão disse...

As tuas borboletas não são breves porque eternas.

Beijos

Re

adelaide amorim disse...

Olá, Ana querida. Que bom estar aqui de novo, matar as saudades de tuas imagens/palavras entre tantos tons e imagens. Beijo grande.

Sr do Vale disse...

Que maravilha de pinturas, bateu de primeira, parece até que foram pintadas pra mim.

Ana, gostei, na verdade, adorei, mais que isso, sensacional.

Abraços.

p.s.: te descobri, através do mano Sérginho, do Trama Bacana.

Sr do Vale disse...

Além de tudo, voos com grande intensidade.

Sr do Vale disse...

fiquei mais de 20 minutos escrevendo, e a mensagem não foi salva, espero a qualquer momento te revelar que viajavamos um no outro ao mesmo tempo sem saber, que isso estava acontecendo.

Depois de curtir intensamente suas pinturas, viajens. Abri o Partículas e vi vários comentários de uma tal Analuka, e vim conferir.
foi como clicar em voltar...
Inimaginavel.
Surpresa.
Destino.
S i m b i o s i.

Francine Esqueda disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Liah in Casulo disse...

Minha Fada Azul...

se nas mãos abertas te couberem outras mãos
aprende-lhes a linguagem do coração que trazem dentro..

Admiração infinda, querida.

beijos e carinho.