Exercícios poéticos, apaixonados e patéticos: pequenos mergulhos e vôos, para compartilhar...

17 de set de 2007

riscos e asas...


Finíssimas linhas e rios
rumorejam, riscam, rebordam
o matizado mapa-mandala
da inebriante memória
em cintilantes cores e fios
desenham asas, histórias
cristais, topázios, opalas
em curvas, pontes, desvios
traçando vidas e flores
iluminando vazios
sobrevoando dores e estios
preenchendo vácuos e vãos
em êxtases, mergulhos, fastios
entrelaçando almas e sonhos
caminhos, mundos e mãos
inventam rendas e rumos
imprevisíveis, risonhos....

30 comentários:

Ch disse...

Caríssima Ana;
Retorno a este espaço como quem vem de longa viagem, e aqui encontro o reconforto de um oásis azul, translúcido.
Sua Arte...quão bela mais e mais se torna! Parabéns!
Fiquei bastante contente com sua visita ao velho Almofariz. Seja sempre bem vinda.
Fico-lhe muito agradecido pelas sinceras palavras de estímulo.
Receba o forte abraço do
Carlos

héber sales disse...

eu acho muito interessante
essa aproximação que vc faz
entre a pintura e as letras.

beijos!

Leila Lopes disse...

Analuka, suas linhas coloridas são verdadeiros rumos de rios suaves, deliciosos rumos.

Beijos

Lady Vania de Tróia disse...

Ana Luisa,
Como sempre voce é surpreendentemente caleidoscópica e celestial...Gosto de correr riscos nas asas de tua imaginação fértil e inteligente.Adoro esse chamego de cores e letras na minha alma.
Parabéns,querida!!
beijos alados e azuis.

FINA FLOR disse...

menina, nunca tinha me dado conta de que essas telas são suas.

Uau!

que talento!

beijos e boa semana,

MM.

Jacinto dos Santos disse...

Os riscos riscam vidas que sangram histórias. A cada linha, um caminho; a cada curva, um desvio. Se não são as cores, os dissabores amargariam.

Salve, salve, Ana!
Beijão.

Luciana Marinho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luciana Marinho disse...

Renda dos rios
mãos e almas
abismando mapas

memórias de flor.

Beijos!

Décima Musa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Décima Musa disse...

Caríssima!

Os seus quadros são, para mim, a expressão feminina mais intensa de leveza, talento e técnica.

O Cristalino dos olhos que parecem que vão verter-se líquidos, a luz e a sombra, o tema onírico.

Eu estava olhando lá atrás, janeiro, fereiro, março e encontrei dois quadros que apreciei sobretudo. Um representa moinhos de vento com asas de borboleta. O outro, uma caravela com as velas na forma de asas de borboletas.

Lindos...

Beijos alados e lunares.

Lis disse...

Penso que são ainda mais abençoadas, as mãos que conseguem
através de "finíssimas linhas e rios",alcançar minha alma,
"iluminando espaços vazios
sobrevoando abismos e dores".
Por isso e por tantas outras ternuras através da arte,eu lhe agradeço,Ana Luiza.
Sei que quanto mais se dá,mais se renova.
Abraço e carinho.

lis disse...

Ana Luisa,o que se espera,são instrumentos musicais produzindo sons.
O que presencio aqui,são os sons,embevecidos com o silêncio dos
instrumentos,permitindo que SEJAM.
Não há que se produzir,que se inventar acordes.Simplesmente SÃO.
Estou a ouvir suas obras.Obrigada
por esse espaço.momento.

verabasile disse...

Nossa, Ana Luisa, imaginei agora, vc pintando e dizendo essas palavras...(viajei)...rs
Tem muita magia, nas suas telas e poesias...
um beijão

haidji disse...

................
gostei imenso de ver tambem a ti na foto
................
como se fosses tu nos quadros como num espelho
................
parabens

haidji

Fabrício Brandão disse...

Querida Ana,

E a foto é uma das testemunhas fiéis aos contornos sensíveis de sua arte. As linhas do texto e da tela se irmanam para comprovar a existência do universo que habita a alma daquele que sonha. Nas minhas visões, há uma voz amiga que nos persegue sempre. Jamais nos deixa porque fizemos um pacto de reproduzirmos vida em nossos feitos.

Beijos sempre azuis em sua alma e em sua arte!

Maria disse...

Quanto privilégio nos concede !!!
E em tuas linhas, bordados realmente transparecem, e fios, e cores, e rios, e pinceladas tecem fantásticos mergulhos !!! Beijo grande

L. Rafael Nolli disse...

Um rio que vai, com seu curso, inventado e reinventando o mundo! Um rio de águas azuis! Ana, a sensualidade me pegou: essa mulher - uma fada, um anjo, ou simlesmente uma bela mulher - voando em um violão! Que imagem! Sempre me impressiona esses olhos em meio a asas, que encontro em tuas telas. Me senti privilegiado em poder passear por aqui! Abraços para ti!

Andrea, a Leoa disse...

Enigmáticas figuras,
se matizam em doces misturas...
Transformações nem sempre difusas,
abrem as asas sem escusas...
O olhar meditativo
é carregado de motivo...
Está no centro, no palco, no foco
na mandala da vida...
É certo, cura qualquer alma ferida...
Momentos raros assim
perfumam o ar com jasmim...
O incenso aceso queima até o fim,
inspiram o cuore carmesin
e colorem os rubros lábios da pintora...
dona da verve sonhadora
Ana Luiza Leoa

POEIRA ESTELAR disse...

“Finíssimas linhas rebordam(...) o matizado mapa-mandala(...)
entrelaçando almas e sonhos(...) inventam rendas e rumos(...)”

A tecitura da tua poesia é feita de fios cuja aparente fragilidade nos remete a umbrais de outras dimensões..
Tecer-texto-teia-textura-trama-tecido-tecelã...
Salto do ilusório para a realidade...
Transporto-me.

F. Reoli disse...

Gosto de sorver tuas rebuscadas e não menos deliciosas palavras...
Beijos

Yuri Assis disse...

anaranha (:
passe em meu cantinho qdo puder.
há uma paixão maior por lá.

bjos!

glória disse...

Estou aqui a cismar com vida,passei no teu espaço azul para pegar um tiquinho de paz, de leveza e de poesia, para mim.
Ah, o azul... teus surreias quadros e tuas sinestésicas poesias. duplo caleidoscópio: de cores e de palvaras
beijo.
g.

Barão Van Blogh disse...

Vem , vem voar nas asas de fogo ...


"Asas de fogo rasgam em voo picado
As partículas de água em suspensão"

Boa semana , que se apróxima do fim .

Bárbara Lia disse...

Ana, tenha um final de semana azul em todos os seus matizes,
bjs

O Profeta disse...

Olá Deusa das Cores...

Às vezes o pensamento incontido
Solta-se na manhã perpétua
Aprisionado em gotas de orvalho
Choradas por uma feiticeira Lua

Bom fim de semana

Mágico beijo

jalves disse...

Sempre rumamos nossos corpos para a fóz da vida...


Abraço deste lado do mar.

Sérgio Luyz Rocha disse...

Ana!!! que lindo!!!
Que efeito é esse que vc. conseguiu??
(às vezes fico sem palavras..vc. nem imagina o tempo que levei olhando esta tela)
BJS!!!

Elson Teixeira Cardoso disse...

Um bosque eclético, jardim imagético, canteiros multicores, versos de esplendores, pinturas sutis, tinturas anis, beleza, singeleza, pureza, delicadeza...

Assim vejo teu campo de flores, palavras que exprimem os sonhos, a vida.

Abraço,

Anônimo disse...

Luisa,

Olhar você , ver seu sorriso, admirar suas obras, flutuar num jardim mágico de orguídeas,voar no cavalo alado ! ultrapassando as barreiras, a distancia do presente ....do passado... e mergulhar profundamente no desejo da saudade.Saber que reencontros existem ! Suas obras transmitiram-me a doce melodia que paira no ar , quando por um instante o Sol e a Lua se enamoram.

beijos

** Luz azul **

Ária´s disse...

Olá Luisa,

Achei-te por acaso, caminhando pela vasta arena que as vezes serena nos traz anjos humanos que faz a vida mais bela
Atraída pelo seu trabalho e pelo encanto das formas e cores não poderia deixar de dizer-te que continues a emanar sua luz.
Um grande Abraço!