Exercícios poéticos, apaixonados e patéticos: pequenos mergulhos e vôos, para compartilhar...

13 de mar de 2007

naus e véus

...A nau da alma singra...
...a nau da alma sangra...
...a nau da alma sonha...
Entre véus e turbulências, voa
viaja, espalhando poeira e poesia
nas entrelinhas das vidas, vislumbra
ilhas, vulcões, velas, transparências...

3 comentários:

célia musilli disse...

tento acompanhar esta sua nau que não pára..sempre inquieta e chegando a portos lindos.. um beijo

Analuka disse...

,,,A nau um dia vai chegar ao éter, ao azul infindo,,,

Leila Lopes disse...

O melhor em certos mares, é mesmo deixar-se levar. Eu me deixo.
:)
Beijos viajantes