Exercícios poéticos, apaixonados e patéticos: pequenos mergulhos e vôos, para compartilhar...

31 de mar de 2007

...centelha...

No centro de tudo
uma faísca azul
(fagulha, chama, centelha)
um desejo de luz
de cor e calor
incandescente...

5 comentários:

Leila Lopes disse...

muitos desejos de luz e calor.
Infinitos!
Beijo, bom domingo.

célia musilli disse...

Ana, li o texto sobre a obra Água Viva, de Clarice Lispector, que vc me enviou..belíssimo. Tb acredito que a verdadeira função da arte é nos fazer transcender...um beijo

Linda Graal disse...

NOSSA!!! Vislumbres é teu?!?! Que coisa estupenda! Como tudo em teu blog é leve e fluido e suave e profundo! Parabéns e obrigada pelos comentários sobre meu ensaio. Bom dividi-lo com pessoas sensíveis como vc! Bjbj

Lu Anna disse...

Suas pinturas e poesias misturam-se por todas Estações. Mas cutuca-me na alma de outono, que move-se em renovações, em cores, em folhas douradas...assim como essa sua Arte, mágica nas palavras, nas formas e nas cores

Beijos poéticos

Linda Graal disse...

Como vc é gentil!! obrigada, verdadeiramente! Prometo que lerei sua tese...estou tentando acabar um trabalho pra entregar muito breve, por isso não começo agora.
Perdoe-me, mas não conheço Célia Musilli. De qualquer maneira, é sempre bom ter apreciadores que se interessem em divulgar-nos! hehe! amplexos pra ti! bjbj