Exercícios poéticos, apaixonados e patéticos: pequenos mergulhos e vôos, para compartilhar...

12 de fev de 2007

pólen...

O pólen da poesia
(poeira de estrelas,céu)
pousa sobre a pele da alma
desenrola o pergaminho
produz sonho e cintilâncias
em almas enluaradas
no seio das madrugadas
atravessando a pena-poema
introduz entre as linhas e letras

asas-brilhos de borboletas
perfumes, alegria e mel...


Nenhum comentário: