Exercícios poéticos, apaixonados e patéticos: pequenos mergulhos e vôos, para compartilhar...

22 de abr de 2007

Poema-ponte-passagem



POEMA: porta-pulsão
palco-porto-paixão
parede-espelho-escudo
violino-violeta-veludo...

POEMA: ponte-passagem
percurso-rumo-viagem
miragem-paisagem-doçura
delírio-vertigem-ventura...

POEMA: poço-fenda
abismo-teia-trama
tecido-rede-renda
fagulha-fogo-chama...


POEMA: pétala-pérola
pólvora-pedra-pluma
ostra-concha-casulo
onda-cascata-espuma...

POEMA: planeta-poeira
estrela-espaço-espasmo
estudo-cometa-espiral
desejo-orgia-orgasmo...

POEMA: gatilho-explosão
seiva-sangue-alquimia
trânsito-luz-infusão
êxtase-paz-epifania...

POEMA: sonho-constructo
devaneio-desenho-invenção
semente-utopia-gérmen
energia-cosmos-tesão...

11 comentários:

enten katsudatsu disse...

Ana,
Você foi no âmago da coisa.
Poema, poesia é uma trepada na meditação diária. Um estado de êxtase, um orgasmo.
Muito bom este poema!
Beijabraço e ótimo domingo e semana.

Cássio Amaral

Ana disse...

poema
palavra-pronta-paixão

um beijo, Analuka!
De todas as cores!

;))

Fabrício Brandão disse...

POEMA: receita de como se redime uma alma, existência inteira, dentro de alguns instantes de versos.

Beijos, querida!Suas palavras falam em alto e bom som, condensam muitos sentimentos possíveis.

carlos bruni disse...

POEMA:

Silêncio-omissão-pecado.
Três faces de um mesmo crime.

Carlos

P.S. Acabei de te linkar no meu blog

Analuka disse...

POEMA: grito-garra-gesto
Muitas faces a favor da VIDA!
...e da PAZ, da COR, da TERNURA...

Celia disse...

Oi Ana, está aí mais um poema que flui bemmm... Ainda estou em SP, volto amanhã para Londrina. O lançamento do livro aqui foi muito legal, coloquei umas fotos no blog, se puder, espie lá..rss Um beijo e tenha uma ótima semana.

Val Freitas disse...

impressionou-me principalmente pela formação...poucas vezes, pensamento e açãocomungam tão bem, juntos, em um poema que nos exige:
-respire, nem calmo nem brando... nem pense em respirar lentamente! apenas pause. agora sim: leia respirantemente e devagar, vá agir sua vida, domesticar suas cousas.

poema é isso. o que ele nos propõe, não está no que vc vê quando lê, mas no que sente longe, de perto.

beijos, Ana.

Lunna disse...

Sensações que não acabam mais e nos abraça, nos consome, nos disnorteia...
Enfim, poesia é isso tudo e um pouco mais.
Abraços

héber sales disse...

sub
vertido

sub
versi
ficado

doído

alado

Clauky Saba disse...

oi querida!

sei que estou te devendo uma visitinha, pois aqui estou! Eis que no meu trabalho o blogger é bloqueado (!!!) e não consigo nem atulizar o meu blog com novos poemas e tão pouco comentar os blogs dos amigos que me deixam mensagens tão carinhosas...

Então deixo aqui toda a minha admiração. Me diga, as imagens são tuas? são lindas! Os poemas confesso que tenho q voltar pra ver com mais calma, ok?

poetabraços

clauky

doradimolitsas disse...

Amiga Ana seu trabalho é mesmo de um mestre.Criação Poetico montada em arte de sua criação
estou orgulhosa de ser sua amiga
Parabéns
beijos da sua nova amiga Dora